• Colégio Perini

Por que ensinar História?


Vivemos atualmente momento marcado pelo questionamento da necessidade do ensino escolar, em especial de algumas disciplinas como Artes, História, Educação Física, Filosofia, Geografia...

Justifica-se que mais importante é prover os alunos de conhecimentos de ordem prática, que os preparem para o “futuro”. Mas de qual futuro estamos falando? Aliás, falar sobre futuro implica considerar o presente e também o passado. Tudo girando em torno, portanto, da noção de tempo.

Em que tempo estamos vivendo? Fazer perguntas como essas esperando respostas revela que precisamos nos debruçar sobre a trajetória que nos traz até aqui. Exercício que exige além de curiosidade, bases e métodos para investigar, pesquisar, questionar...

Mesmo que observemos crianças autodidatas e muitas famílias bem-intencionadas, é no ambiente escolar, com a atuação de profissionais preparados que estudantes em diferentes fases de aprendizagem se apropriam dos mecanismos para desvendar suas dúvidas, curiosidades e mesmo para resolver situações práticas do cotidiano.

No caso da disciplina de História é muito comum ouvirmos os alunos se perguntando por que estudar coisas que aconteceram há tanto tempo. É como se tudo estivesse distante o suficiente para não fazer sentido e muito menos para que se sintam parte disso.

De fato, há muito que pensar sobre a forma como os conteúdos estão organizados, mas o grande desafio é mostrar que cada um de nós, ao fazermos parte da História, precisamos ou, pelo menos, devemos compreender como a humanidade chegou onde está.

Quantas descobertas, desafios, dilemas, disputas foram desencadeando mudanças de pensamento, comportamento e expressão. Importa reforçar que toda a produção intelectual e artística ao longo dos séculos de alguma maneira refletiu e respondeu aos contextos históricos.

Assim, o que estudamos nas Artes, Literatura, Filosofia fazem parte do estudo histórico, pois são fontes que revelam processos e relações sociais. As diferentes maneiras como o corpo foi concebido ao longo da História, por exemplo, pode trazer importantes significados para a Educação Física. Enfim, todas as disciplinas, ao dialogarem entre si, fazem sentido ao serem historicamente contextualizadas.

Promover uma formação que se pretenda, portanto, integrada e, tanto quanto possível, completa requer inúmeros esforços, os quais não estão disponíveis em cada esquina, mas o estão em cada escola!

É por isso tudo que o ensino de História se faz não apenas necessário, mas indispensável para a formação dos estudantes na atualidade.



Marcela Boni Evangelista possui Graduação (2005), Mestrado (2011) e Doutorado (2017) em História pela USP. Atualmente é professora da Faculdade de Educação da USP, coordenadora do Núcleo de Estudos de História Oral (NEHO-USP) e pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Gênero e História da USP (GRUPEG-HIST). Entre os anos de 2001 e 2008 integrou a equipe do Núcleo de Estudos da Violência (NEV-USP). Tem como temas de interesse em pesquisa: história oral, história das mulheres, gênero, violência, direitos humanos e metodologia do ensino de História.

8 visualizações

NAVEGUE PELO SITE

FALE CONOSCO (11) 4164-5073

Telefone escola em carapicuíba - Berçário - Educação Infantil - Ensno Fundamental
  • Sem título
  • LOGO FACEBOOK
  • logo instagram
  • youtube logo redondo
  • como-chegar-na-aic

Rua Adão Gonçalves da Costa, n. 127 - Jardim Jussara- Carapicuíba - São Paulo